segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Coisas que a gente só descobre morando

Somente depois que me mudei descobri que:

a) Meus vizinhos mais próximos não mudaram. Não mudaram em dois aspectos. São as mesmas pessoas que estavam aqui há mais de onze anos. E são as mesmas pessoas que conservam os mesmos hábitos há mais de onze anos. Eles são incapazes de apagar a luz do corredor, o que torna a atividade banal de dormir à noite impossível para qualquer pessoa que venha a ocupar meu quarto de estudo/hóspede. É que esse cômodo tem uma janela que dá para o referido corredor e a luz ilumina o quarto inteiro. Vou ter de colocar uma cortina no futuro. Despesas, despesas.

b) Devo sempre levar em consideração pelo menos cinco minutos de espera pelo elevador quando for calcular o tempo para chegar em algum lugar. Ele é muito leeeeeeeento.

c) Por falar nisso, devo levar em consideração também o tempo para sair do prédio. O trânsito pode ser muito pesado e, nesse caso, quem é leeeeeeenta sou eu.

d) A porta do box do banheiro me adora. Toda vez que tomo banho, ela não quer me deixar sair. Vou avisar no trabalho que, se um dia eu não chegar, é porque estou presa dentro do meu próprio banheiro. Vou ter de trocá-la no futuro. Mais despesas, despesas.

e) Morar praticamente do lado do consultório da minha analista não significa que não vou me atrasar para a sessão.

Falando em atraso, meus afazeres de segunda feira me esperam. Vou embora deixando esta música. Gosto cada vez mais da minha vida a um, e há dias em que me sinto uma Miss Independent. ;o)

3 comentários:

Luciana disse...

Como diz o ditado, "old habits die hard", rs!

Achei linda a sua relação com a porta do box, quanto amor!!

Que bom que vc tá gostando do seu novo mundinho! Maaaaaassa!

Euclides Vega disse...

Parabéns e nos mantenha informados sobre as descobertas da nova vida.
bj

Anônimo disse...

:)

boas descobertas.

uma alternativa para os vizinhos também é um interruptor de 30 segundos :P

henrique.